#dia 13 (continuação)

31 março 2020
Fiquei a saber que a D.ª C., depois de um "senhor cozido", foi fazer ioga. Digo-o, atenção, não porque ache que a Dª C. vai ficar gorda a comer e a beber daquela maneira, mas porque me vai espantar a sua forma física!

A D. pediu-me que corrigisse uma coisa no parágrafo que começava por "Neste segundo período...", que não parecia completo, escrevia. Eu cá fui logo corrigir, e embora não visse qualquer pertinência no reparo, sem qualquer contrariedade substitui por "Ao longo deste período...", emenda que deu azo a um imediato telefonema, no qual a D. aproveitou para me enxovalhar, dizendo-me que eu era como os alunos. Que não lia tudo até ao fim. Que não era aquele início de parágrafo, era uma frase inacabada no parágrafo que começava pela expressão supracitada.
Depois, sem qualquer contemplação, ouvi-a perguntar:
- Olha lá, tens mel?
-Sim - respondi eu, enquanto já pensava, voluntariosa e desprendida, dar-lhe um frasquito que trouxera do meu Alentejo.
- E está a funcionar?
Eu, que não sou parva, achei logo a pergunta estranha  e antecipei-me:
- Oh, D., creio que não estamos a falar da mesma coisa.
Voltei a perguntar que pergunta é que me tinha feito. Ela respondeu e eu também, dizendo-lhe:
- Ah, não, eu tenho NOS.


#dia 13

Covid-19

Solução isolamento
A minha mãe acha que para que os que se queixam por estarem confinados a quatro paredes há uma solução: "Ele (o primeiro-ministro) que diga que podem sair, mas que têm de pegar numa enxada e cavar o quintal dos vizinhos que vivem no campo. É o saem!"

Quase solução covid-19
A minha tia viu num vídeo que eucalipto era muito bom, que não sabia se acabava com o maldito vírus, mas não havia mal nenhum em experimentar. E como tem um coração gigantesco, mandou logo o meu tio ir apanhar umas ramas. Depois pôs mãos à obra e toca de fazer uns molhinhos e distribuir pela família." Ponham-nos no quarto",  dizia ela.
 Quem me contou isto foi a minha mãe, que emocionada comentou: "Coitadinha, lembrou-se também de mim", e continuou " mas eu disse-lhe logo que à noite tinha de o tirar, por causa das minhas alergias e ela disse que a tua prima também já estava farta de espirrar."

E eu, deste confinamento, era moça para pegar numa enxada e ir cavar o nosso quintal e o dos vizinhos. E era moça também para pôr umas ramas de eucalipto aí no quarto e adormecer com esse sorriso de ternura que a simplicidade genuína nos dá.
Obrigada ♥️