(Crónicas dos alunos) Ida ao supermercado

07 novembro 2017

Créditos da imagem: aqui


Seria um dia normal, mas não foi, foi um dos piores dias para mim, dia de ir às compras.
Desde já vou explicar o meu desinteresse por esse acontecimento: primeiro, todas a minha mãe pára para conversar com todas as pessoas que vê. Eu já “bufo” e lhe digo para irmos, ao que ela responde “deixa-me acabar de falar” e eu “bufo” de novo. Em segundo lugar, as pessoas empurram-se umas às outras, não se desviando ou pedindo desculpa. Finalmente, quando a minha mãe já tem tudo comprado, vamos para a linha de caixa, e aí está outro problema: ou estão quase todas  fechadas ou estão todas abertas, por causa da multidão.
Já estamos na fila e, mais uma vez, somos empurradas. Quando chega a altura da minha mãe pôr as compras na passadeira, lembra-se que ainda lhe falta um produto. “Bufo” novamente. A minha mãe volta, finalmente paga, vamos embora e, de novo, ela torna a encontrar outra amiga, a tal amiga.
Conclusão: quando chegamos a casa, a minha mãe pousa as compras, vê as horas, conclui que já está em cima da hora para fazer o jantar, mas repara que se esqueceu de alguma coisa. E lá vou eu fazer uma maratona até ao supermercado.

                                                                                                                                      Nicole Ferro, 9ºE

Antónia Mancha:

Quase fotógrafa. Quase blogger.Quase cronista. Professora de Português. Quase como gostaria.